fbpx

Desentendimentos são naturais em relações de trabalhos, e principalmente os conflitos em empresas familiares. Afinal, pessoas pensam diferente uma das outras e isso não é necessariamente algo negativo.

Saber gerenciar esses conflitos é que se torna o ponto chave, pois manter um clima harmonioso no ambiente de trabalho é muito mais produtivo para todos da equipe.

Também vale dizer que as divergências de ideias, quando bem administradas, podem ser muito saudáveis e colaborar para criação de soluções inovadores, por isso é algo que tem sim seu valor.

Contudo, a visão negativa a respeito desse tema e a falta de ferramentas para lidar com as divergências tornam sua resolução um assunto delicado para a maioria dos profissionais.

Então, vem com a gente entender quais as principais causas de conflitos em empresas familiares e qual a melhor forma de gerenciá-los para tirar algo positivo mesmo de uma situação adversa.

Boa leitura.

O que é um conflito em empresas familiares?

Trabalhar com familiares e conhecidos é algo muito bacana, porém é importante saber separar muito bem o que é da vida pessoal e o que é do profissional, senão o conflito é inevitável.

Empresas familiares por muitas vezes vem de uma longa geração, e todos estão empenhados em proteger o legado da família, mas há casos em que cada integrante tem uma visão diferente de como fazer isso, e aí surgem as divergências.

Quando a liderança discorda de algum ponto, e a discussão sai do âmbito profissional e passa a ser pessoal, nesse momento é que os conflitos aparecem e podem acabar contaminando outros setores, por isso é fundamental administrar bem essas situações.

Tipos de conflitos nas empresas familiares

Existem alguns tipos de conflitos que ocorrem com frequência em empresas familiares, e para organizar, é possível categorizarmos em 4 estágios, que são:

conflitos em empresa familiar

Pequenos Desentendimentos

Uma resposta mais ríspida, não responder um e-mail na hora ou até discordar de quais cores devem ir na nova logo, tudo isso são exemplos de desentendimentos pequenos, mas corriqueiros e frequentes.

A melhor forma de lidar com eles é um diálogo franco e direto ao ponto, para que não cresçam.

Disputa sérias

Quando nenhuma das partes quer abrir mão do seu ponto de vista sobre alguma decisão da empresa, aí temos uma disputa séria que por vezes pode escalar rapidamente.

Tem origem em visões de mundo completamente opostas e podem fugir do campo da razão para algo emocional onde as partes ficam defensivas quanto ao assunto.

Conflitos Desestabilizantes

Esse tipo de desentendimento é quanto às visões ideológicas opostas acabam se tornando mais agressivas, incluindo ataques pessoais que nada têm a ver com o dia a dia do trabalho.

Quando chega nesse estágio, a empresa familiar passa a não ter colegas de trabalho, mas sim inimigos que estão mais focados em derrotar uns aos outros do que em fazer o negócio prosperar.

Estado de Guerra

Quando chega nesse nível, pessoal e profissional se misturam e o ambiente fica insustentável, com familiares discutindo em toda e qualquer decisão.

Perde-se o foco nos negócios da empresa e começa uma briga eterna para destruir uns aos outros, às custas dos ativos da companhia.

Se o conflito escalar até esse ponto, realmente é difícil salvar.

Quais são as causas frequentes desses conflitos?

Como vimos nos 4 estágios citados acima, as causas podem começar pequenas e ir escalando à medida que não haja resolução.

Podemos destacar que os conflitos mais frequentes são por visões políticas antagônicas, objetivos diferentes, sentimento de injustiça quanto ao cargo que ocupa e, principalmente, desavenças pessoais que vêm de fora da empresa.

mediação de conflitos em empresa familiar

Como resolver conflitos em empresas familiares?

O diálogo sempre será a maneira mais acertada para resolver todo e qualquer conflito, e será efetivo se aplicado nos primeiros estágios do conflito, onde a animosidade ainda é baixa.

É importante que todos partam da base do respeito, e principalmente que a empresa tenha valores e regras claras para não permitir esse tipo de coisa.

Também é fundamental estar claro que os familiares não estão acima das leis e podem sim ser punidos. Isso mostra para os demais funcionários que o ambiente é justo.

resolução de conflito em empresa familiar

Dicas para evitar o surgimento dos conflitos

Em certa escala, conflitos nas empresas são inevitáveis, mesmo nas que não são compostas por familiares, mas em geral, há sempre uma resolução pacífica e muitas vezes até construtiva.

No caso das relações familiares é mais complicado, pois como vimos envolve fatores extra empresa que são difíceis de contar.

Então, para diminuir as chances de brigas, separamos algumas dicas que você poderá aplicar no seu negócio.

1. Você precisa contratar um familiar? Já verificou outros profissionais para a função?

Essa é a primeira e talvez mais eficiente dica, pois quanto menos misturada for a vida pessoal da profissional, menos serão as chances de conflito.

Caso tenha que contratar familiares, tente pensar em funções que não se cruzem e, se possível, que não tenha convívio e relação direta com a sua.

2. Alinhe e compartilhem os mesmos valores

As regras precisam ser bem claras e respeitadas, então deixe claro que os valores da empresa são mais importantes até que os laços sanguíneos, pois o legado precisa ser preservado.

Não favoreça funcionário só por ser parente, pois isso cria uma cultura péssima para empresa e desvaloriza os demais colaboradores.

3. Tenha um processo para lidar com conflitos

É fundamental que exista um processo claro para resolução de todo e qualquer conflito independentemente do estágio dele e do nível de parentesco.

Assim como as regras se aplicam a todos, o método de resolução deve ser devidamente respeitado.

É impossível agradar a todos, então proponha soluções onde cada um ceda um pouco, sem favoritismo para nenhum lado, e claro, sempre tome a decisão que será melhor para empresa, não para o colaborador/familiar.

4. Busque ajuda de mediadores

Ter alguém para mediar os conflitos que sejam de fora da família ou mesmo de fora da empresa é muito bom, por ser alguém que tem distanciamento emocional da situação.

Um mediador externo vai analisar os fatos pelos fatos, e vai buscar chegar num acordo que satisfaça as partes, sempre seguindo o que é objetivo primário da empresa. 

Conclusão

Você sabe que gerir uma empresa de sucesso é matar um leão por dia, e no meio do caminho ter que lidar com conflitos familiares pode ser algo totalmente improdutivo.

Em muitos casos são inevitáveis e a responsabilidade de gerenciá-los é sua enquanto gestor, então o melhor cenário é impedir que desentendimentos graves ocorram ou se prolonguem para além da conta.

Buscar assessoria externa pode ser uma excelente forma de gerenciar essas situações de conflito em empresa familiar, principalmente se for uma solução que tenha experiência no assunto e também possua um método eficiente.

Nesse sentido, nós da Portofino Multi Family Office podemos te ajudar, pois somos especialistas em gerir patrimônios familiares pensando sempre nas necessidades dos integrantes e no legado que irá ser passado para frente.

Conheça um pouco das nossas soluções para te ajudar a gerir conflitos e muito mais.