fbpx
Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos

Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos

30 de Janeiro é o dia nacional das histórias em quadrinhos e resolvemos prestar uma homenagem para todo mundo que gosta de ler, desenhar, contar ou escrever suas histórias, usando este formato super divertido. Saiba mais sobre a nossa história e tudo o que podemos fazer por você. Aproveite!

Copa Tênis Pró Portofino Multi Family Office

É por acreditarmos nos valores que o esporte pode desenvolver como a disciplina, o espírito de equipe, a solidariedade, a superação, a performance e muitos outros. Em conjunto com a Federação Catarinense de Tênis, iremos promover entre os dias 09 e 12 de Dezembro, a Copa Tênis Pró – Portofino Multi Family Office.

O evento acontecerá no Tabajara Tênis Clube, o mais tradicional clube esportivo da região e contará com a participação de importantes atletas brasileiros.

A final, será transmitida pela Band e em breve traremos mais informações sobre os horários, fique ligado!

Informações e inscrições:
http://www.fct.org.br/
www.tenisintegrado.com.br

Algumas notícias nos veículos locais sobre o evento:
Tênis Brasil – UOL
O Blumenauense
Vale Mais Notícias
Timbonet
Sala de Noticias New
Mesorregional
Misturebas

Resumo de Imprensa | 19.10

Confira as principais notícias com a nossa marca e especialistas nos últimos dias.

Os planos ambiciosos da Portofino para o IPO
https://exame.com/mercados/os-planos-ambiciosos-da-portofino-para-o-ipo/

Dólar tem maior alta para setembro em 5 anos em mês marcado por temor fiscal; moeda sobe 40% em 2020
https://br.reuters.com/article/topNews/idBRKBN26L3MN-OBRTP

Dólar ronda estabilidade depois de intenso vaivém com noticiário fiscal
https://lta.reuters.com/article/dolar-abre-idLTAKBN26S1YF

Mercado Aguarda Pacote de Estímulos nos EUA – Entrevista ao Vivo com Adriano Cantreva
https://www.youtube.com/watch?v=7qyQfoDuDM4&t=4827s

Sucessão e muito mais: como Investir pensando nos filhos
https://spacemoney.com.br/dia-das-criancas-como-investir-pensando-nos-filhos/

Títulos do Tesouro Direto estão pagando juros maiores: vale a pena comprar?
https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/10/16/titulos-do-tesouro-direto-estao-pagando-juros-maiores-vale-a-pena-comprar

Ações dos bancos americanos na bolsa estão travadas
https://veja.abril.com.br/economia/acoes-dos-bancos-americanos-na-bolsa-estao-travadas/

Dólar fecha em queda, a R$ 5,23, após BC americano manter taxa de juros próximo a zero
https://oglobo.globo.com/economia/dolar-fecha-em-queda-r-523-apos-bc-americano-manter-taxa-de-juros-proximo-zero-24642565

Os planos ambiciosos da Portofino para o IPO

Com oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) previsto para 2022, a gestora de fortunas familiares Portofino Multi Family Office, que pode ser a primeira do setor a entrar na bolsa, pretende crescer mais nos próximos dois anos do que em todos seus oito anos de história.

“Até 2022 dá tempo de ter um volume sob gestão que justifique a operação. Ao mesmo tempo, a gente acha que é um momento que vamos ter um vento a favor e a gente quer surfar nisso”, afirma Carolina Giovanella, fundadora da Portofino.

Até o fim de 2021, a expectativa é que o volume sob gestão passe dos atuais 6 bilhões de reais para 15 bilhões de reais e as receitas para isso serão duas: aquisições de gestoras e contratação dos melhores profissionais de bancos e corretoras.

Para isso, Giovanella montou uma estrutura 100% dedicada a encontrar oportunidades de compra e admissão. Segundo ela, as aquisições já começaram, com negócios sendo feitos em São Paulo e no Rio Grande do Sul. Com os recursos do IPO, a ideia é fazer compras de proporções ainda maiores

Mas, para cumprir o objetivo, a Portofino terá que concorrer com gigantes, como UBS e Julius Baer, que também vêm buscando a consolidação no segmento de family office por meio de aquisições. Para isso, Giovanella conta com a independência de sua gestora como o diferencial necessário para ganhar essa disputa. “Nossos concorrentes vêm sendo comprados por estruturas bancárias, enquanto a gente permaneceu independente. Então, a gente foi abocanhando esse investidor que ficou órfão desse modelo.”

Para ler a reportagem completa, clique aqui.